Bolo de cenoura, ou sobre como fazer amigos no exterior

Desde que nós, Má e Sara, nos tornamos subcelebridades da blogsfera doutorandas-morando-fora-durante-o-sanduíche-lagosta-kiwi-com-dicas-de-receitas-e-amenidades-e-dia-a-dia (um nicho nada específico como podemos perceber), achamos que o mundo estaria sedento (ou seria faminto?) por um post duplo. Não foi nada difícil escolher o assunto comum: bolo de cenoura <3.

Featured image

Nós duas gostamos muito de cozinhar. A Sara gosta mais, e cozinha melhor, do que a Má (frase escrita pela Má claramente). A Má é boa doceira e é conhecida por fazer melhor quindim do mundo (frase escrita pela Sara claramente) mas não sabe fazer um feijão. Não que a Sara seja boa em fazer feijão, mas serve risoto?! Serve, risoto sempre serve. Foco! Temos que mencionar receitas de bolos estão entre as nossas favoritas. A Sara herdou a habilidade culinária dos pais Mario e  Vivi, e a Má da vovó Nena (mas a receita do Quindim é da Tia Carmen). A receita do bolo não é de família, é da internet mesmo. Diz a Má que a receita da (mãe da) Suluço é bem parecida, mas ela deixou no Brasil pois achou que os livros de complexidade e redes eram mais importantes que o de receitas. Já a Sara achou que os livros de modelagem estatística eram mais importantes que seu precioso caderninho de receitas. As duas se arrependem um pouco dessa decisão…

(tambores rufando) Sem mais delongas, aqui está a receita, levemente adaptada:

Ingredientes

3 cenouras

4 ovos

1 xícara (chá) de óleo de canola, milho ou girassol

1 1/2 xícara (chá) de açúcar

2 xícaras (chá) de farinha de trigo

1 colher (sopa) de fermento em pó

1 pitada de sal

Manteiga e farinha de trigo para untar e polvilhar

(Mas o quê? A nossa sintonia é tanta que, sem conversar antes, colocamos só ¾ de xícara de óleo. Não é mentira que – quase – tudo que a Má faz a Sara também faz. E vice versa. A maior parte do tempo sem combinar. Beira o ridículo. Mas é uma das razões do nosso amor <3).

Modo de Preparo

  1. Preaqueça o forno a 180ºC – 365F. Unte uma forma redonda (ou de bolo, ou quadrada – o  que estiver disponível, lembrando que estamos morando na “casa dos outros”, não podemos ser muito exigentes) e polvilhe com farinha de trigo.
  2. Peneire a farinha, o açúcar, o sal e o fermento em uma tigela. Misture delicadamente e reserve. Sim, tem que peneirar!
  3. Lave, descasque e corte as cenouras em pedaços, e coloque em um liquidificador. Adicione os ovos e o óleo, e bata até formar uma mistura homogênea (cerca de 5 minutos).
  4. Junte a mistura do liquidificador à tigela com os ingrediente secos. Misture delicadamente até ficar liso e homogêneo.
  5. Transfira a massa para a assadeira e leve ao forno pré aquecido por pelo menos 30 minutos. Depende do seu forno e em qual hemisfério da Terra você está. Torça pra que a forma seja um pouco menor que o esperado, para que sobre bastante massa para que você possa se deliciar enquanto espera o bolo assar (sim, nós duas amamos a massa do bolo, quase mais do que gostamos do bolo).
  6. Desenforme e faça pequenos furos com um garfo com o bolo ainda quente, para que a cobertura penetre na massa (veja foto ilustrativa abaixo).
  7. Espere esfriar, coloque a cobertura e seja feliz!

(Fonte: http://panelinha.ig.com.br/site_novo/receita/receita.php?id=180)

E a cobertura? Bolo de cenoura feito por brasileiras não poderia ser diferente: um maravilhoso e típico brigadeiro. De preguiçoso mesmo, pra ficar mais pro mole e escorrer dentro do bolo. Leite condensado, manteiga sem sal e cacau. Nota: cacau de boa qualidade, lógico; não nos venha com chocolate em pó.
Featured image

Na Nova Zelândia foi aprovado por: dois catalões, um americano, um boliviano, uma canadense, três kiwis, e uma francesa. Sem querer me achar mas já me achando, três pessoas disseram que foi “o melhor bolo que eu já comi na vida”.

Na América foi aprovado por todos os moradores (não alérgicos à glúten) da casa da branca na avenida da floresta e rendeu à Sara o título de “melhor roommate de todos os tempos”.

Ou seja, aprendemos que pra fazer amigos na gringolândia, basta fazer um bolo de cenoura! Bolo de cenoura. Simples assim. O bolo serve para aquecer no frio do Maine, ou refrescar no verão neozelandês (média de 23C – 73F, mas verão mesmo assim). E sim, obviamente após escrever este texto, as duas blogueiras doutorandas-morando-fora-durante-o-sanduíche-lagosta-kiwi-com-dicas-de-receitas-e-amenidades-e-dia-a-dia foram o quê? Para suas respectivas cozinhas assar bolos de cenoura. Afinal, de estômago vazio não se faz um doutorado!

Blog do sanduíche lagosta da Sara: https://cronicasdeumalagosta.wordpress.com/

Blog do sanduíche kiwi da Má: https://zelandiando.wordpress.com/

Anúncios

4 comentários sobre “Bolo de cenoura, ou sobre como fazer amigos no exterior

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s